terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Vou viajar? Onde vai ficar meu pet?

Eu tenho uma cadelinha chamada Khaleesi. Ela tem 2 anos, porte pequeno e é de raça indefinida, vulgo vira-lata, quase ninguém acredita nisso porque ela é bem peludinha, mas ela tem uma mistura de cocker spaniel, poodle, e não sei o que mais.
Quando a gente resolveu criar um cachorro, pensávamos muito em relação às viagens. 
Minha família gosta de viajar pelo menos uma vez no ano durante as férias, e algumas vezes em feriados. Então, com tantos dias fora de casa, a gente ficava pensando no que fazer com ela quando as férias chegassem.

Na primeira vez, a gente deixou ela em casa, e uma pessoa vinha aqui em casa todos os dias colocar comida para ela duas vezes por dia. Não deu muito certo, nossa casa tem piscina e a gente ficava muito preocupado em deixar ela sozinha em casa o dia todo.

Então, a gente resolveu colocar em um desses hotéis para animais de estimação. Deu muito certo!
Claro que dependendo da quantidade de dias, pode ficar um pouco caro, mas eles sempre conseguem dar um desconto. Minha cadela recebe toda a assistência, e ela sempre volta pra casa limpinha e tomada banho. No início foi um pouco difícil para ela se acostumar, porque ela morre de medo de outros cachorros, independente do porte, mas hoje em dia ela já está bem mais calma.
Então, o que eu sempre recomendo para quem não sabe o que fazer com o pet quando viaja é:
1. Procurar um hotel.
Pesquise preços e recomendações, tenha certeza de que seu bichinho será bem cuidado. Existem bons hotéis com a diária de 25/30 reais, basta procurar.

2. Usar aplicativos como o Dog Hero.
Eu tentei usar aqui na minha cidade, mas como é uma capital pequena, são poucos os hosts e os preços são um pouco altos, não compensava muito, mas talvez onde você mora pode ser uma boa ideia pesquisar por lá também.

3. Fale com amigos, familiares e vizinhos.
Um amigo meu sempre deixa os cachorros deles com os parentes ou com algum amigo. Em troca, ele faz o mesmo com os amigos que tem pet, ou os auxilia com alguma coisa. É bem aquela coisa de uma mão lava a outra. Ou talvez você possa pagar pelo favor com uma diária mais em conta.

4. Leve seu bichinho com você.
Eu sei que é um pouco complicado viajar com animais, mas quando é para algum lugar mais próximo a gente pode dar um jeito. Quando passamos feriado de carnaval em casa de praia, por exemplo, sempre levamos a cachorrinha junto e ela adora! Dependendo do lugar e do tipo de passeio, vale a pena fazer um esforcinho e levar nosso pet junto!

E você? Onde deixa seu animal de estimação quando viaja? Tem alguma outra dica?

Tata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário